O que fazemos

Nossa tecnologia possibilita que qualquer pessoa, em todos os cantos do país, possa liderar um movimento.

Construímos movimentos

Acreditamos que mudanças sociais positivas e sustentáveis só podem ocorrer com cidadãos empoderados para participar ativamente das decisões. Nós ajudamos pessoas desprivilegiadas ou que vivenciaram injustiças a liderar mobilizações que farão mudanças relevantes em suas comunidades.

Também reconhecemos que há pessoas ainda menos empoderadas que outras, seja por acesso, renda ou educação, e por isso desenvolvemos programas especiais para ajudá-las. Hoje nossos principais focos são os direitos das mulheres e a plena participação democrática.

mulheres2

PROGRAMA EM FOCO

Violências Invisíveis

Conectamos mulheres vítimas de violência para agirem juntas em mobilizações e se tornarem ativistas em suas comunidades na questão da igualdade de gênero.

violencias-invisiveis.org.br

(em breve)

No Brasil, a população feminina ultrapassou 103 milhões de mulheres em 2014. Uma em cada cinco considera já ter sofrido “algum tipo de violência de parte de algum homem, conhecido ou desconhecido”.

Em parceria com o coletivo Não Me Khalo, estamos realizando workshops com mulheres de áreas periféricas, visando identificar as violências invisíveis e apresentar as petições online como uma saída para os problemas cotidianos.

As mobilizações protagonizadas por essas mulheres farão parte de um movimento na Change.org e terão apoio especial da nossa equipe na escalada da campanha: chamar atenção da imprensa, organizar atos de entregas de assinaturas e reuniões com tomadores de decisão.

Screen Shot 2018-04-19 at 15.55.27

Dados e tendências

Nosso trabalho diário busca entender como a tecnologia e o empoderamento cidadão estão mudando o cenário político e social. A partir de Big Data, geramos relatórios, estudos e publicações tentando compreender como pessoas comuns podem se tornar líderes comunitários e como isso pode ter efeito viral na sociedade

Mobilização digital

Gerenciamos a maior e melhor plataforma de petições do Brasil, com mais de 12 milhões de brasileiros e brasileiras participando de mobilizações das mais diversas causas. Muitas leis de impacto nacional já surgiram a partir de petições, ao mesmo tempo que o impacto local em cidades menores é imenso – desde impedir que escolas sejam fechadas até garantir o tratamento digno a quem usa o SUS. Nosso trabalho é ajudar as pessoas a conquistar a vitória sempre.

ipad
Campanhas incríveis no país todo
01lorenzo

Canabidiol liberado para fins medicinais

Em 2014, a história do garoto mineiro Lorenzo foi a pressão que faltava para a Anvisa aprovar o uso do canabidiol (CBD) para fins medicinais no Brasil. Sua mãe Wiataiana de Freitas e seu pai Valdir Francisco coletaram 77 mil assinaturas na Change.org a favor do filho então com 9 anos, que sofria de epilepsia. A repercussão da campanha #AjudeOLorenzo foi imensa, incluindo entrevista ao vivo no Jornal Nacional. A pressão deu certo e a substância foi liberada um mês depois.

02monica

Acompanhantes para idosos em voos

A mãe da psicóloga paulistana Monica Mastrantonio, que morava em outra cidade, sofria com síndrome de Alzheimer. Toda vez que queria trazer a mãe, no Natal, por exemplo, ela precisava comprar duas passagens – para buscá-la e levá-la de volta. Foi então que pensou: por que as companhias aéreas não têm um serviço de acompanhantes para esses casos, como já acontece com crianças? Ela liderou abaixo-assinado #AcompanhanteNosAvioes e conseguiu que a Gol implementasse esse serviço especial. Por causa da história da Monica, agora a vida de milhares de brasileiros ficou mais fácil.

03nanquim

Um fim digno para animais aposentados

Estes acima são a Kelly e seu cavalo Nanquin. Ela mora em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, onde trabalhava como policial militar. O Nanquin também é cavalo-policial, e a Kelly era a responsável por ele. Acontece que o Nanquim estava velho, abandonado na Fazenda da Brigada. Além de se alimentar mal, ele podia ir a leilão - provavelmente viraria cavalo de carroceiro ou iria para abate. Por 7 anos ela tentou a guarda de Nanquin, mas não havia jeito de o comandante aprovar. Foi quando ela decidiu criar a campanha #SalveONanquin. Pois depois de alguns meses e mais de 80 mil assinaturas, os deputados do RS aprovaram a Lei Nanquin. Agora está regulamentado o processo de adoção de cães e cavalos aposentados da Segurança Pública, com preferência ao servidor público que trabalhou junto com o animal.

04hupe

A mobilização que salvou um hospital

Em 2016, a má gestão ameaçava o funcionamento do Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE), no Rio. Dos 500 leitos, apenas 1/3 estavam ocupados, o centro cirúrgico funcionava parcialmente, e faltavam materiais, manutenção, limpeza, salários. Já se falava em fechar as portas. Até que o médico Henrique Aquino começou a campanha #SalvemOHUPE. A adesão foi massiva e mostrou o amor e a necessidade da população carioca de contar com os serviços deste hospital público. Celebridades apoiaram a campanha, o que levou Aquino a fazer um discurso na Alerj lotada, ao mesmo tempo em que entregava as 90 mil assinaturas para os deputados. Por fim, foi recebido pelo então governador Pezão e conseguiu que a Secretaria de Saúde priorizasse a manutenção do HUPE. Não fechou!

Cadastre-se para conhecer mais histórias